Esta versão eletrônica dos Anais do Museu Histórico Nacional é uma continuação das suas edições impressas, cujo último volume impresso foi o 49, publicado em 2019. Os Anais do MHN, nesta nova plataforma não mudam sua linha editorial de publicar os trabalhos de pesquisa relacionados ao campo do patrimônio e dos museus.

Além disso, mantém o compromisso de ampliar o diálogo entre o MHN, instituições similares, centros de pesquisa e universidades, publicando artigos sobre temas afins, produzidos por especialistas de outras instituições das áreas de História, Ciências Sociais e Ciências Sociais Aplicadas — áreas do conhecimento em que a revista já é reconhecida como um periódico de excelência.

Dia do museólogo

2019-12-16

Neste dia 18 de dezembro (quarta), Dia do Museólogo, o Museu Histórico Nacional/Ibram promove um evento gratuito dedicado a celebrar a data que homenageia os museólogos brasileiros.

'Patrimônio e sociedade: do local ao mundial' é tema da Semana Fluminense do Patrimônio

2019-10-30

Com o tema ‘Patrimônio e sociedade: do local ao mundial’, a Semana Fluminense do Patrimônio (SFP) chega a sua 9ª edição em 2019. A programação do evento, que acontece entre 5 e 8 de novembro, inclui debates e atividades culturais no Rio de Janeiro e em Nova Friburgo. Na conferência de abertura, o diretor de cultura da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Ernesto Ottone Ramírez, falará sobre criatividade, patrimônio e políticas culturais inclusivas.

v. 51 (2019): Anais do Museu Histórico Nacional

Anais do Museu Histórico Nacional, v. 51, ano 2019

Publicado: 2019-12-18

Editorial

Rafael Zamorano Bezerra; Aline Montenegro Magalhães, Alváro Marins

6

Apresentação do dossiê

Educar e aprender em museus. Perspectivas para o ensino de História

Aline Montenegro Magalhães, Carina Martins Costa, Francisco Regis Lopes Ramos

7-10

Ver Todas as Edições

Histórico

Os Anais do Museu Histórico Nacional (AMHN) são uma publicação voltada para a área museológica que teve a sua primeira edição em 1940, sendo publicada quase que regularmente até o ano de 1975. Em 1995, a publicação foi retomada já assumindo as características de um periódico científico anual, tendo como editor, na época, o historiador José Neves Bittencourt. Em 2007, a responsabilidade pelas edições passou para os professores Rafael Zamorano Bezerra e Aline Montenegro Magalhães e, a partir de 2016, o professor Álvaro Marins passou a compartilhar com eles a mesma responsabilidade.

Trata-se de uma referência acadêmica no campo da pesquisa sobre Museus, História, Museologia e Patrimônio. Sendo estratificado em B1 em na área interdisciplinar na Base Sucupira. Trata-se de uma iniciativa retomada há 24 anos e que a cada edição conta com artigos de qualidade, avaliados por especialistas (pares) e, eventualmente, organizados em dossiês temáticos.